Voltar a Notícias

.......

10 características do feedforward

 

Por Patrícia Bispo

 

 

Muitos profissionais sentem grande dificuldade quando têm seu desempenho avaliado e se deparam com o momento de receber o feedback. Afinal, quando não bem conduzido, esse processo pode ser considerado mais um "puxão de orelhas" do que uma ferramenta de apoio para o desenvolvimento do talento. Diante disso, algumas organizações têm adotado o feedforward - uma proposta apresentada pelo do Dr. Marshall Goldsmith - nomeado pela America Manegement Association (Associação Americana de Administração) e considerado um dos 50 maiores pensadores e líderes empresariais que exerceram impacto no campo da Administração. Confira abaixo, algumas característica desse processo!


1 - O feedforward serve para auxiliar o indivíduo a visualizar e se concentrar apenas em um futuro promissor. Olhar sempre para frente, sem medo de cometer novos erros. Isso, contudo, não significa que tudo será realizado de forma impensada, pelo contrário. Sugestões e troca de ideias são valorizadas durante o processo.


2 - Esse processo pode ser adotado pela liderança, inclusive no processo de avaliação de desempenho e também sem ser durante a análise formal da performance do talento.


3 - Algumas pessoas acreditam que o feedback sempre será influenciado pelo lado pessoal de quem o aplica, mesmo que a liderança tenha sido preparada para conduzir este processo. Como tudo está direcionado no futuro, as chances de pensar que a ferramenta será induzida por fatos que ocorrem entre os profissionais passa a ser descartada. O passado, mais uma vez vale lembrar, perder espaço para o futuro - foco dofeedforward.


4 - Costuma ser diferenciado do feedback porque toma como base o que pode ser realizado no futuro e não aquilo que foi feito. Isso ajuda as pessoas a receberam uma devolutiva sobre suas performances com mais serenidade.


5 - Como o feedforward concentra-se nas soluções e tem sempre visão para o futuro. Isso estimula os talentos a enfrentarem os novos desafios e a não se pautarem nas falhas cometidas anteriormente. Por isso, a receptividade costuma ser muito positiva.


6 - Reforça a possibilidade de mudança no profissional que precisa trabalhar determinadas competências essenciais ao cargo que exerce e que poderá chegar a pleitear no futuro, com base em um plano de desenvolvimento de carreira.


7 - É visto como uma ótima ferramenta que fortalece e estimula as ideias e, consequentemente, o potencial criativo das pessoas que querem alcançar o sucesso e superar obstáculos. Quando o profissional recebe esse suporte da liderança, tem a tendência de não procurar novos desafios em outras organizações.


8 - Estimula, ainda, os indivíduos a fazerem questionamento sobre o próprio potencial que possuem e que, em alguns casos, encontra-se apenas "adormecido". É comum que surjam indagações do tipo: "O que poderei fazer para melhorar minha performance a partir de agora?". "Sou capaz de adotar novos comportamentos que impactem positivamente na minha vida?". "Quais comportamentos devo somar ao meu dia a dia e que até hoje não valorizei como deveria?".


9 - É uma nova oportunidade para que todos da equipe adquiram o compromisso com o futuro. Isso auxilia as pessoas a considerarem as mudanças como um processo natural de evolução e que pode ser galgado por todos que adquirem a consciência de que o passado não pode ser "deletado", mas que uma nova história está para ser escrita.


10 - O feedforward não significa um julgamento dado por superior, mas sim um caminho para troca de ideias que podem fazer a diferença para o futuro tanto do profissional quanto da empresa. A comunicação costuma fluir com facilidade, pois a imagem de que o profissional receberá uma avaliação negativa é descartada.

 

Fonte: Rh.com.br

http://www.rh.com.br/Portal/Comunicacao/Dicas/8769/10-caracteristicas-do-feedforward.html


Copyright 2011-2012 - Todos os Direitos Reservados - Images by Free Digital Photos