Voltar a Notícias

.......

26% das empresas pretende aumentar funcionários sustentáveis

 

 

Estudo desenvolvido com exclusividade para a Abraps - Associação Brasileira dos Profissionais de Sustentabilidade, pela Deloitte, revela que 26% das empresas pesquisadas pretende ampliar o quadro de funcionários da área de sustentabilidade para o ano de 2012 e 74% manterá a quantidade de empregados na área. Além disso, 65% das empresas possuem estagiários dedicados exclusivamente para a área de sustentabilidade, sendo em média dois estagiários por empresa e todas possuem uma área específica ligada a Sustentabilidade.

 

Estes foram alguns dos resultados da primeira pesquisa já realizada com profissionais da área, sobre o tema. Para o levantamento, foram comparados os cargos que atuam a maior parte do tempo (mais de 70%) em atividades diretamente relacionadas à Sustentabilidade como Responsabilidade Social e Ambiental, Cidadania Corporativa, Responsabilidade Corporativa, Investimento Social Privado ou similar.

 

Para Marcus Nakagawa, presidente da Abraps, "esta pesquisa é fundamental para mostrar o efetivo crescimento deste tema nas empresas e a extrema importância de se ter profissionais de sustentabilidade capacitados e fortalecidos internamente". Para o estudo, que retrata o que vem ocorrendo no mercado com relação aos aspectos de salários e benefícios, as empresas pesquisadas foram selecionadas previamente pela Abraps, em função de sua atuação nos assuntos de sustentabilidade.

 

Participaram do levantamento profissionais de cargos como diretor/superintendente, gerente, coordenador/supervisor, analista sênior, analista pleno e analista júnior. Os valores de salário base (nominal mensal, utilizado para efeito de registros legais) variam entre R$ 2.796,00 e R$ 25.149,00 (valores sem os benefícios). Entre os benefícios, todas as empresas oferecem seguro de vida, previdência privada, empréstimos, assistência odontológica e assistência médico-hospitalar. Porém, existem outros como automóvel, auxílio ótica, auxílio educação, auxílio farmácia, creche, entre outros, oferecidos por algumas das pesquisadas.

 

Outro destaque do estudo Abraps/Deloitte é o nível de maturidade da empresa, conceito desenvolvido especialmente para esta pesquisa pelos dois parceiros, classificado em Líder, Maduro e Em desenvolvimento. O levantamento apontou que a maioria das empresas encontra-se em fase avançada em relação às práticas de sustentabilidade, pois estão posicionadas entre o nível Líder (17%) ou Maduro (52%), sendo o restante (31%) em Desenvolvimento. "Estes resultados vão ajudar a orientar as empresas que possuem a área ou querem entender um pouco mais sobre o processo de maturidade em sustentabilidade", declarou Fábio Mandarano, gerente de Capital Humano e responsável pela pesquisa.

 

Fonte: Você S/A

http://www.rhcentral.com.br/noticias/noticia.asp?COD_noticia=11187


Copyright 2011-2012 - Todos os Direitos Reservados - Images by Free Digital Photos