Voltar a Notícias

.......

A Influência das Redes Sociais para o Mercado de Trabalho

 

 

As redes sociais tem se tornado ferramenta indispensável para a coleta de informações mais precisas nos processos seletivos atuais, e segundo uma pesquisa Internacional de Mercado de Trabalho influenciam 44% das empresas brasileiras a desclassificar candidatos. 


É comum ouvirmos jargões do tipo: “o facebook é meu e eu posto o que eu quiser”, porém todo o cuidado com o que se tecla influencia diretamente na impressão que o profissional pode causar. Cuidar da própria imagem com equilíbrio e sem artificialismos, não faz mal a ninguém, nem na vida pessoal ou profissional, seja no mundo real ou no mundo virtual. Isso vale também para os profissionais que já estão recolocados no mercado, mas que desejam consolidar uma carreira promissora.


Com algumas poucas palavras de desabafo, imagens e frases compartilhadas, é possível identificar o tipo de perfil comportamental de determinada pessoa, Tendo em consideração que a maior parte dos desligamentos ocorre por comportamentos inadequados por parte do colaborador que compromete a imagem da empresa no qual ele representa. Lógico que não há mal nenhum em assumir uma vida social, relações sociais e seus hábitos de consumo, mas deve-se atentar quanto ao cuidado com o excesso, já que os exageros influenciam negativamente, uma vez que o ideal em tudo na vida é o equilíbrio. 


Partindo de um principio ético e moral, você impõe até onde vai sua exposição. Através das redes sociais é possível observar a vida privada do profissional, ou seja, se frequenta baladas, se faz uso abusivo de álcool e outras substâncias que possam vir a comprometer suas responsabilidades na empresa.

 

Atitudes referentes ao excesso de informação de caráter pessoal e informal, fotos com poses que remetam à sensualidade e à informalidade, falta de educação e arrogância, disseminação de preconceitos e generalizações, desabafos, agressividade, julgamentos e comentários sobre outras pessoas, embora esses sejam erros primários e imaturos, são extremamente comuns, já que os profissionais não acreditam ou não percebem que estão se colocando numa imagem negativa e isso faz com que as oportunidades desapareçam. 


Afinal, as empresas buscam por profissionais comprometidos com uma postura adequada, que prezem por um bom marketing pessoal e que demonstrem equilíbrio. 
Por isso, é fundamental amadurecer o que está postando e a forma como está utilizando as redes sociais, procurando desenvolver um filtro pessoal sobre o que é relevante e o que deve ser evitado. 



Por: Jeice Kelly N. Leme
Formada em Gestão de Recursos Humanos
Pós-graduanda em Psicologia Organizacional

 

Fonte: Portal RH

http://www.rhportal.com.br/artigos/rh.php?rh=A-Influ%EAncia-Das-Redes-Sociais-Para-O-Mercado-De-Trabalho&idc_cad=7v4ednoml


Copyright 2011-2012 - Todos os Direitos Reservados - Images by Free Digital Photos