Voltar a Notícias

.......

As duas vias do RH

 

Hermine Luiza Schreiner

 

 

 

A empresa que deseja alcançar o sucesso em seus negócios procura implantar novas tecnologias para proporcionar contínuas inovações aos produtos, serviços ou processos e, assim, manter-se sustentável. Esse resultado positivo só é alcançado quando o gerenciamento dessas atividades é feito por profissionais integrados e qualificados para tal fim.

Segundo estudo realizado pela consultoria MOT - Treinamento e Desenvolvimento Gerencial e promovido pela ABTD (Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento), no decorrer do ano de 2013 é previsto um investimento de 14,3% a mais em treinamento e desenvolvimento pelas empresas brasileiras.

O percentual, que é superior ao PIB do Brasil, nos mostra o quanto é importante investir em educação corporativa, visando tanto o crescimento pessoal como o profissional dos colaboradores. O fato é que tratamos com seres humanos, que precisam também de desenvolvimento e de aprender a explorar suas características positivas para colocá-las em prática nas suas atividades diárias, até por que passamos grande parte do dia na empresa.

A capacitação dos profissionais já é vista como indispensável, pois ao treiná-los ou educá-los para que exerçam melhor as suas funções, estes começam a se sentir integrantes dos processos e comprometidos com a empresa e seus resultados, ainda mais nessa época em que se fala de equipe de alto desempenho ou performance. Recursos humanos são fundamentais e a progressão desses talentos depende dos programas de reciclagem, de treinamentos e até do uso de vídeos aulas e de conversas diárias até para observar com mais clareza o que vem acontecendo no cotidiano. É preciso ouvir o que o funcionário tem a dizer sobre o seu trabalho.

Nessa lista, ainda pode-se acrescentar os treinamentos a distância, com a aplicação do e-learning e orientação para a leitura de livros e até a elaboração de textos. Além disso, é importante que esses projetos educacionais estejam rigorosamente alinhados com as expectativas da empresa e do profissional para que alcancem sucesso. Não adianta simplesmente ter uma Universidade Corporativa instalada nas dependências da empresa, se essa não apresentar cursos que atinjam aos diversos níveis e categorias de funcionários e que leve educação adequada a cada um.

Ao entrar em uma empresa é comum que desperte nas pessoas o desejo pelo crescimento e para alcançar novos cargos ou atividades, para tanto, é preciso que os gestores de Recursos Humanos aproveitem esse sentimento e já passem a capacitá-los para outras atividades, pois isso diminui oturnover e aumenta a produtividade de forma geral e gera retenção dos talentos.

Os resultados da via dupla da educação corporativa são sentidos no dia a dia da empresa, na melhoria do clima organizacional, pois são oferecidas condições de crescimento ao profissional que se sente mais motivado para o trabalho e engajado com a empresa.

Nesse processo, vale também engajar os familiares dos colaboradores para que eles passem a vivenciar o clima e as atividades da empresa na qual o membro trabalha e isso pode ser realizado com cursos, eventos, gincanas e outros. Além disso, contribuir para o crescimento até dos próprios familiares, oferecendo possibilidades de educação, pois começamos a fortalecer a comunidade ao entorno. Para alcançar esse resultado positivo em duas via, cabe a criação e promoção de um ambiente feliz para os profissionais, pois não há dúvida de que pessoas felizes são mais produtivas.

 

Fonte: ABRH- Nacional

http://www.abrhnacional.org.br/component/content/article/1745-as-duas-vias-do-rh.html


Copyright 2011-2012 - Todos os Direitos Reservados - Images by Free Digital Photos