Voltar a Notícias

.......

Muito além do salário

 

Fabiano Lopes

 

 

Reter talentos é o grande desafio atual da maioria das empresas no Brasil. Com uma taxa média de desemprego de 5,7% em março, segundo a divulgação mais recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é preciso oferecer mais que bons salários para poder contar com os melhores profissionais do mercado. Ter uma política de benefícios mais atraente que os concorrentes tem sido a saída adotada por muitas companhias para enfrentar essa situação. Na Deloitte, além dos benefícios bases (plano de saúde, seguro de vida, vales alimentação e transporte, entre outros), há forte investimento naqueles que vão resultar na melhora da capacidade profissional.

 

 

“Ao demonstrar preocupação com o desenvolvimento da carreira dos colaboradores, a empresa contribui para aumentar a motivação deles”, afirma Roberto Sanches, diretor de RH da Deloitte. Além de oferecer apoio aos colaboradores que querem estudar, a empresa oferece também treinamentos e incentivos educacionais. Para melhorar sua política de benefícios, a Deloitte planeja, no segundo semestre, oferecer também opções de benefícios mais flexíveis. “Todos terão direito àqueles que são bases, mas o colaborador poderá escolher quais se encaixam melhor no seu perfil”, diz Sanches. Ele explica, por exemplo, que será possível escolher por um plano de saúde mais completo e reduzir algum outro benefício que o colaborador não considera tão útil. No momento, a Deloitte realiza estudos para saber qual a melhor maneira de colocar em prática o projeto.

 

 

Analisar a política de benefícios faz parte da estratégia da empresa. Sanches conta que anualmente são contratadas pesquisas de mercado para saber o que os concorrentes da Deloitte estão oferecendo. “Nosso objetivo é saber se estamos de acordo com o mercado e também buscar novas ideias”, diz o diretor. O investimento, até o momento, tem dado certo. A Deloitte é uma das empresas que recebeu neste ano o selo Top Employers, uma certificação da CRF Institute aplicada em mais de 45 países.

 

 

Top Employers avalia as políticas de benefício das empresas e atribui notas. A companhia com a maior pontuação serve de referência para todas as outras. O selo Top Employers é concedido às empresas que obtiverem até 60% dos pontos da primeira colocada. “Os pontos são dados de acordo com os benefícios oferecidos pelas empresas. Não avaliamos a percepção dos funcionários e nem agimos como um ranking. O objetivo é saber o que de fato é oferecido e se está de acordo com o que há no mercado de cada país”, afirma Fabiane Panaro, uma das organizadoras do Top Employers Brasil. A certificação existe há mais de 20 anos, sendo comum na Europa e nos Estados Unidos. No Brasil, a segunda edição aconteceu este ano.

 

 

Segundo Fabiane, a certificação é utilizada pelas empresas por três motivos principais: atrair colaboradores, reter e engajar a mão de obra e fortalecer a imagem de bom empregador. Para a Souza Cruz, que também foi certificada este ano, o selo permite ainda, por meio de seus indicadores, mapear os pontos que precisam ser melhorados e as práticas que estão sendo bem avaliadas pelos colaboradores. “Vivemos atualmente em um cenário em que as empresas necessitam de uma marca comercial de sucesso para seus produtos e serviços, ao mesmo tempo em que buscam ser reconhecidas como empregadoras de qualidade. O selo permite isso: o fortalecimento da marca da empresa como boa empregadora”, afirma Raquel Leme, especialista em Desenvolvimento Organizacional da Souza Cruz.

 

 

Raquel defende a utilização de uma política robusta de benefícios para reter e atrair talentos. “Cada vez mais os colaboradores valorizam itens da sua remuneração total que não são diretamente uma recompensa monetária. São benefícios que possuem alto valor agregado e que proporcionam melhoria de qualidade de vida e o bem estar do trabalhador de uma maneira geral”, diz. Os benefícios também contribuem para aumentar a motivação, pois mostram aos colaboradores que a companhia os valoriza. “Para atingir um elevado grau de satisfação, sabemos que precisamos ir além das ferramentas básicas e dos velhos conceitos. Os benefícios permitem isso e mostram que o valor do trabalho é recompensado.”

 

Fonte: Canal Rh

http://www.canalrh.com.br/Mundos/beneficios_artigo.asp?o={A4705571-0CB9-420F-9D3C-0543367DB0FF}


Copyright 2011-2012 - Todos os Direitos Reservados - Images by Free Digital Photos