Voltar a Notícias

.......

Quem planeja a carreira torna-se profissional pro-ativo

 

Patrícia Bispo

 

 

Uma carreira promissora exige muito mais do que almejar conquistas e se inspirar em profissionais que fazem a diferença. Logicamente que esses dois fatores estão naturalmente relacionados às aspirações de muitos talentos, mas é preciso algo a mais para tornar sonhos em realidade. Um passo relevante para ter êxito na trajetória profissional é focar-se no planejamento de carreira, pois dessa forma o indivíduo poderá fortalecer ainda mais as competências que domina, bem como tornar-se capaz de identificar "armadilhas" que o levem a resultados negativos.

 

Para professor Joel Dutra, da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA-USP) e diretor geral do Departamento de Recursos Humanos da Universidade São Paulo (USP), a cultura brasileira leva os profissionais a aproveitarem as oportunidades que surgem, o que os leva a ter um comportamento mais reativo. "Quem planeja sua carreira tem um diferencial competitivo importante. Entretanto, planejar a carreira não é algo fácil, já que a maior parte das pessoas não teve qualquer estímulo nessa direção junto à família e em sua formação escolar", justifica Dutra que também é autor do livro "Gestão de Carreiras na Empresa Contemporânea", Editora Atlas. Em entrevista concedida ao RH.com.br, Joel Dutra pontua, ainda, quais são as principais fases do planejamento de carreira e assinala quem deve dar respaldo ao profissional, durante esse processo. Confira a entrevista e aproveite a leitura para refletir se sua carreira precisa ou não tomar um novo rumo!

 

RH.com.br - A Era da Inovação tem influenciado a Gestão de Carreira? 
Joel Dutra - A carreira na Era da Inovação está associada ao conjunto de experiências vividas pelas pessoas. Nesse sentido cada pessoa constrói a sua carreira. Por isso, é cada vez mais importante as pessoas assumirem o protagonismo de suas carreiras.


RH - Existe um momento ideal para se começar um planejamento de carreira? 
Joel Dutra - Para os nossos alunos de graduação, por exemplo, recomendamos que comecem ainda durante o curso. É mais fácil experimentar nessa fase, porque o aluno tem à sua disposição uma grande rede de contatos, professores, colegas e profissionais mais maduros no dia a dia.

 

RH - Há um perfil predominante de profissionais que são beneficiados pelo planejamento de carreira? 
Joel Dutra - Não creio que haja um tipo de pessoa mais beneficiado. A nossa cultura em relação à carreia é de aproveitarmos as oportunidades, ou seja, temos um comportamento mais reativo. Por conta disso, quem planeja sua carreira tem um diferencial competitivo importante. Entretanto, planejar a carreira não é algo fácil, já que a maior parte das pessoas não teve qualquer estímulo nessa direção junto à família e em sua própria formação escolar. A maior parte das pessoas não sabe como fazer um planejamento de carreira, não é algo natural em nossa cultura.


RH - Quais os principais benefícios pelo planejamento de carreira?
Joel Dutra - O principal benefício do planejamento da carreira é a possibilidade que a pessoa passa a ter de antecipar bloqueios, desvios ou armadilhas profissionais. O outro benefício é uma preparação prévia para criar ou estar preparado para oportunidades que surgem.


RH - Qual o primeiro passo a ser dado para realizar um planejamento de carreira?
Joel Dutra - O primeiro passo é ter clareza sobre qual é o nosso principal compromisso em relação à carreira como, por exemplo: se meu grande compromisso é estar mais feliz profissionalmente no futuro, não sei exatamente o que estarei fazendo no futuro, mas tenho a certeza de que estarei fazendo algo que tem a ver comigo mesmo.

 

RH - Quais as principais fases de um planejamento de carreira?
Joel Dutra - As fases subsequentes são: estabelecer norteadores de carreira, investir no autoconhecimento, estabelecer metas de carreira e avaliar a possibilidade de realizar parcerias estratégicas para a concretização das metas.


RH - Quais são os principais fatores que fortalecem o planejamento de carreira?
Joel Dutra - Fortalecem o planejamento de carreira a pessoa conhecer seus pontos fortes e investir nos mesmos como grandes alavancas do seu desenvolvimento, construir relacionamentos que possam funcionar como interlocutores de carreira e observar sinais na organização ou no mercado que indiquem oportunidades.

 

RH - Quais as armadilhas mais corriqueiras que comprometem o êxito deste processo?
Joel Dutra - Podemos dizer que as armadilhas sempre aparecem revestidas de oportunidades, normalmente as iscas dessas armadilhas são: remuneração, status, pressão de amigos, imagem da empresa ou posição ou, ainda, a possibilidade de alavancar projetos de curto prazo. A forma de evitá-las é o trabalhar autoconhecimento e ter a firme predisposição de se auto-respeitar.


RH - Quem deve acompanhar o planejamento de carreira e, consequentemente, dar suporte ao profissional?
Joel Dutra - São os interlocutores de carreira. É importante enfatizar que o interlocutor não deve ser colega de empresa e nem alguém ligado afetivamente ao profissional.

 

RH - Que orientações o senhor pode deixar para quem nos lê neste momento e tem interesse em investir fortemente no planejamento de carreira? 
Joel Dutra - O planejamento de carreira deve ser feito de forma muito honesta e com base em nossas expectativas. As preferências de carreira são muito individualizadas, por isso temos que olhar nossa carreira com os nossos olhos, pois o olhar de outra pessoa sempre irá refletir um conjunto de preferências profissionais diferente das nossas.

 

Fonte: RH.com.br

http://www.rh.com.br/Portal/Carreira/Entrevista/8689/quem-planeja-a-carreira-torna-se-um-profissional-proativo.html


Copyright 2011-2012 - Todos os Direitos Reservados - Images by Free Digital Photos